UMA GRANDE DICA É TRABALHE COM MATERIAL DE QUALIDADE, PROCURE SEMPRE O MELHOR OFEREÇA O MELHOR PRO SEU CLIENTE, SEJA PROCURADO POR SER O MELHOR E NÃO O MAIS BARATO!
GRANDES MARCAS NÃO OFERECEM DESCONTOS OFERECEM QUALIDADE, PROCURE UMA PROPAGANDA DA DOLCE GABBANA,POLO RALPH LAUREN,COLCCI ETC... VC NÃO VÊ, ELES OFERECEM QUALIDADE E AS MARCAS FICAM FAMOSAS POR ISSO!

.

DICAS DE MARCELO PESSOA:

Mini fábrica de chinelos

Fábrica de Chinelos

   SE VC QUISER OBTER MAIS CONHECIMENTO COMPRE ESSE LIVRO ELE É EXCELENTE.

UMA DAS MAIS IMPORTANTES DICAS PROCURE TRABALHAR COM UM MATERIAL DE QUALIDADE E DIFERENTE ,SE VOCÊ TRABALHAR INOVANDO VOCÊ ESTARÁ SEMPRE NA FRETE DOS SEUS CONCORRENTES .

Eu adoro fábricas. Meu pai foi industrial, minha mãe trabalhou em fábrica por muitos anos e eu também tive várias experiências com fábricas de diversos segmentos. É claro que entre minha carteira de negócios, não poderia faltar ao menos uma mini fábrica.

O chinelo do tipo “havaianas” é um produto muito procurado e na verdade, quem não tem um desses, não é verdade? Porém, na mesma dimensão da procura, também é a concorrência do mercado. Há produtos que estão no mercado há muito tempo e com certeza já conquistaram o gosto popular, mas isso não significa dizer que não haja espaço para o pequeno investidor que deseja ingressar neste ramo.

Para quem deseja montar sua mini fábrica e ter uma boa renda com a venda dos chinelos, vou lhes dar algumas dicas necessárias para alcançar sucesso neste negócio:

1 – Preze pela qualidade. Não abra mão deste ponto. Os chinelos que estão aí no mercado são de excelente qualidade, então você não irá ganhar  mercado se tiver trabalhando com um produto mal acabado, com falhas de produção. Seja rigoroso com o controle de qualidade de seus chinelos.

2 – Escolha um nome forte para sua marca. Algo que traduza segurança ou conforto. Um nome que seja fácil de pronunciar e ao mesmo tempo fácil de lembrar. Estampe, se possível, seu nome em todos os produtos fabricados.

3 – Seja competitivo quanto ao preço. Não desvalorize sua marca iniciando com preços muito baixos, mas também não abuse com preços elevados. Lembre-se que você está pisando agora em terras já exploradas por outros a muito tempo. Diminua seu lucro um pouco durante um período adequado para que se construa sua marca. Antes de lançar seu produto no mercado, faça uma boa pesquisa de preço e qualidade. Procure apresentar para seus futuros clientes os benefícios do seu produto.

4 – A dica mais importante de todas: Tenha um diferencial. Como disse, existem muitos chinelos no mercado e basicamente quase todos produzidos com o mesmo material. Então como fazer algo diferente. É exatamente esta diferença que irá fazer a diferença no final das contas. Um chinelo estampado é diferente de um liso (sem estampa). Um adorno na alça faz tudo parecer diferente. Uma borracha de EVA micro porosa é diferente de uma comum. Uma alça de silicone é mais confortável e com melhor visual do que a tradicional. Uma fresa lateral com strass dá um toque todo diferente. E assim, você se destaca diante dos olhos do cliente. Essa é a forma de você ganhar território neste campo de negócios.

Outro fator importante também é a forma que você pretende negociar com os seus distribuidores. Em um grande supermercado, talvez fosse mais interessante trabalhar na forma de consignado. É uma proposta que você pode oferecer ao responsável pelo setor de compras no intuito de poder expor seus chinelos no estande da loja.

Você poderá ainda personalizar seus chinelos para o ramo de turismo. Estampando o nome da cidade ou a fotografia do turista. Poderá vender a grupos de excursão, agências de turismo, praias, mercados, etc.

Outra ideia que está na moda é o ramo de casamentos. Cada vez mais a procura por esse tipo de produto aumenta. Desde celebridades a pessoas comuns, presenteiam seus convidados com um par de chinelos personalizados no seu casamento. Uma lembrança agradável de momentos de felicidade.

Particularmente considero um grande negócio, pois o lucro chega próximo dos 70 %. Com uma pequena produção de 250 pares/dia temos um ganho mensal em torno dos R$ 10.000,00. É claro que este valor é relativo, pois é você quem definirá sua margem de lucro e seus custos, sendo assim, apenas um valor de referência, podendo ser a mais ou a menos.

 

Mini Fábrica de Chinelos Altamente Lucrativa

Que tal montar seu próprio negócio, ser seu próprio patrão, dono do seu tempo? Tenha sua Mini fábrica de chinelos ALTAMENTE LUCRATIVA!

mini fabrica de chinelos Mini Fábrica de Chinelos Altamente Lucrativa

Confira nossas dicas para ter uma Mini Fábrica de Chinelos Altamente Lucrativa

Veja aqui mais dicas e detalhes necessários para abrir sua mini fábrica de chinelos. Garantia de sucesso e bom lucro para os negócios bem administrados!

Basicamente para começar uma fábrica de chinelos ‘tipo havaianas’ é preciso diversos detalhes importantes e nosso papel aqui é te dar as melhores dicas para você. Acompanhe nossas dicas para se sentir mais seguro e preparado para tomar as decisões dos questionamentos que encontrará pelo caminho.

1. O local onde se pretende instalar sua fábrica.

Algumas pessoas optam por suas casas, sendo assim uma excelente maneira de economizar enquanto o negócio não deslancha.

2. Que máquina devo comprar.

O mercado possui vastos modelos de máquinas. Existem umas que só cortam uma borracha por vez e já outras que cortam o par aumentando assim o número em produtividade. Há também as que são totalmente automáticas. Escolha seu modelo e a que vai te fazer trabalhar com mais comodidade diante de sua necessidade.

Não lhe indicaremos aqui marcas, nomes, sites e preços, mas a dica fica na escolha da máquina em si. Como é indispensável a compra de pelo menos uma máquina, então você deverá ter muito cuidado com as promessas das fabricantes. Conheça na internet pessoas que estão satisfeitas e que indicam.

DICA IMPORTANTE: Existem sites que você poderá saber se há reclamações de entrega, problemas de mal funcionamento e manutenção.

Pesquise SEMPRE!

3. As matérias primas.

As placas de borracha microporosas são as mais procuradas pelo consumidor, pois deixam os chinelos com características das ‘havaianas’ e que nacionalmente são as preferidas. Esta matéria prima é a mais importante para sua mini fábrica de chinelos.

Mas, você precisará também das alças dos chinelos (conhecidas como tiras), das tags e cabides para colocar nos ganchos e expositores. A PÉ QUENTE CALÇADOS  trabalha com  todas essas matérias primas e incentiva pequenos empresários no crescimento de sua mini fábrica de chinelos.

4. Os lucros.

Falemos então nos lucros que vem em função do alto retorno que a atividade vem a oferecer. O custo de um chinelo simples está em volta de R$7,00, levando em conta a matéria prima adquirida já citada acima. Assim cada par poderá ser vendido entre R$15,00 e R$20,00. Tendo portanto um retorno de 100% em cada par.

Comece a lucrar!

5. Mais lucros.

Ainda pensando nos lucros por que não personalizar suas peças? Estampando seus chinelos com belas imagens e aplicações de strass e miçangas diversificadas seu preço irá disparar e pode muito facilmente chegar até R$70,00 cada par. Já que o mercado para chinelos personalizados também vem se destacando em todo o Brasil e Nordeste.

6. Conte com a PÉ QUENTE CALÇADOS.

Ter uma mini fábrica de chinelos hoje é considerado um excelente negócio se você souber se diferenciar entre tantos outros que estão entrando no mercado informal. Ressaltando que ao seguir as dicas acima a garantia de sucesso é total e você se dará bem. E uma boa administração trás um grande desenvolvimento.

Se tiver alguma dúvida deixe um comentário abaixo.

Para orçamentos ou contato com nosso departamento comercial. ligue (11)3445-3412 ou envie-nos um email no denilsonlima40@gmail.com

Boas vendas e Sucesso!

Cinco dicas para o empreendedor aproveitar melhor o seu tempo

Manter o foco ajuda a otimizar o tempo e, consequentemente, a melhorar resultados.

Empreendedores são bombardeados, todos os dias, por inúmeras demandas e informações. Elas podem ser muito úteis ao negócio, mas podem, por outro lado, fazer com que se perca facilmente o foco, e consequentemente, um tempo precioso.

O especialista José Rubens Oliva elaborou uma lista com dicas para ajudar o empreendedor a aproveitar melhor o seu tempo. Ele destaca que, com algumas mudanças de atitudes, é possível criar novos hábitos, recuperar e manter o foco no gerenciamento do negócio na internet. Confira as orientações dele abaixo:

1. Aproveite o dia logo do começo
O empreendedor costuma dormir com smartphone ao lado e confere a internet logo que acorda. Tente abandonar este hábito, que o distrai logo de manhã e rouba diversos minutos. Tenha uma programação já definida para o momento que acordar. Não aproveitar o período matutino pode prejudicar o andamento do restante do seu dia.

2. Use um relógio de pulso
A ideia não é ficar na moda, mas sim dimensionar o tempo gasto em cada atividade do dia, principalmente as de rotina. Logo, o empreendedor se dará conta de como desperdiça tempo com atividades desnecessárias ou com o hábito de adiar o início dos trabalhos.

3. Faça uma lista de atividades
Deixe por escrito tudo que você precisa fazer em um dia. Seja no papel ou em uma agenda eletrônica, ANOTE! Fazer listas mentais das obrigações não ajuda na realização. O empreendedor deve carregar consigo a lista por escrito para não esquecer.

4. Classifique e priorize
O bom empreendedor aprende a priorizar a importância de cada atividade e planejar um tempo para executá-la. Encaixe suas metas e otimize o trabalho, de acordo com a sua energia em cada período do dia.

5. Coloque limites na tecnologia
Abuse dos aplicativos de celular e do uso da internet, mas estabeleça horários para isso. São 10 minutos? Não aumente para 15 ou você pode acabar se enrolando em atividades importantes do dia. Há, inclusive, aplicativos que ajudam a cronometrar o tempo gasto com essas distrações.

Planilhas para administrar melhor fábricas de chinelos

A maioria das pequenas fábricas de chinelos fecham mesmo com as vendas em alta. O motivo é a ineficiência na administração, por isso indicamos 6 planilhas para você administrar melhor seu negócio.

Nosso foco em você cliente não se resume em bom atendimento, qualidade de produtos, logística, preço, etc. Queremos ir além e buscar informações para que possamos ajudar você e seu negócio a crescer sempre. Li a algumas semanas atrás um e-mail de um cliente que pedia que publicássemos conteúdo para ajudar as pequenas fábricas de chinelos e pequenos negócios em geral.

Estatisticamente no Brasil, a maioria dos empreendedores que abrem seus pequenos negócios não são formados em administração e muitas vezes nunca fizeram cursos específicos. Acabam de forma instintiva administrando suas empresas usando apenas duas operações matemáticas, somar e subtrair. Se entra dinheiro, soma, se sai dinheiro, subtrai.

administracao fabricas de chinelos Planilhas para administrar melhor fábricas de chinelos

A administração das pequenas fábricas de chinelos pode ser feito com planilhas simples.

Claramente isso não é suficiente para fazer um negócio crescer e muitas vezes nem para manter aberto. Por isso pesquisamos soluções simples para que você possa utilizar em seu negócio sem a necessidade de conhecimento específico ou profundo sobre administração.

Planilhas de Excel são muito usadas, pois é conteúdo básico de cursos de informática, mas as que iremos te indicar neste artigo podem ser reproduzidas no papel. A única diferença é que os cálculos serão feitos manualmente no papel enquanto no Excel poderão ser automatizados.

Indicaremos 6 planilhas para as seguintes necessidades comuns da sua pequena fábrica de chinelos (explicaremos cada uma delas):

  1. Vendas
  2. Controle de Caixa
  3. Funcionários
  4. Lucro ou prejuízo
  5. Compra e Estoque
  6. Pagamentos e Recebimentos

1. Vendas

A primeira planilha que apresentaremos será a de controle de vendas:

Existem softwares pagos que são especializados para realizar esse tipo de controle, no entanto você pode manter sua própria planilha comercial atualizada. Nós lhe entregaremos um modelo para que possa seguir, mas para montar a planilha, esta deve ter colunas com o número de venda, a data, o valor da venda, número de itens e o nome do vendedor.

Baixe aqui o modelo que indicamos.

2. Controle de Caixa

Uma das principais razões que levam uma empresa à falência é o fluxo de caixa negativo do negócio. É fundamental que o empresário atualize diariamente as entradas e saídas financeiras. Para as pequenas fábricas de chinelo que possuem contas bancárias, também é importante realizar a conciliação bancária, pois permitirá você saber quanto terá em caixa (saldo em dinheiro) nas próximas semanas e meses.

Abaixo você poderá baixar o modelo, mas para que a planilha fique mais completa, a primeira coluna deve apresentar custos fixos como despesas pessoais e administrativas (luz, água, telefones, internet), salários dos sócios, ocupação, entre outros.

O modelo que pode ser baixado aqui é um fluxo de caixa mensal.

3. Funcionários

Para que você tenha as informações para avaliar melhor a sua equipe, indicamos uma planilha específica. É simples e prática, uma coluna que liste as metas para cada setor ou funcionário e a outra com o resultado obtido.

Dessa maneira é possível identificar problemas como uma queda de vendas acentuada de determinado funcionário, por exemplo. Nós sabemos que um vendedor sem um resultado bom faz toda diferença em uma pequena fábrica de chinelos ou qualquer outro pequeno negócio.

Baixe o modelo simples de avaliação de funcionário aqui.

4. Lucro e Prejuízo

Para saber se o seu negócio está dando lucro ou prejuízo, essa planilha deve constar o valor da receita bruta, os custos variáveis como impostos, comissões, royalties, margem de contribuição (faturamento menos os custos variáveis) e custos fixos como gastos ocupacionais e administrativos.

Neste modelo, que indicamos, além dos valores, há as porcentagens de cada custo. Dessa maneira você poderá avaliar os resultados.

5. Compra e Estoque

O controle do estoque pode demandar um software específico para controle quando sua fábrica de chinelos crescer. Mas até lá, é indispensável que haja uma preocupação para a análise dessa área mesmo que seja através de uma planilha mais simples como a que indicamos.

A planilha deve conter colunas como pedidos, pedidos cancelados, situação de entrega, o número que consta em estoque e vendas. Por meio desses dados é possível analisar o estoque médio e identificar as oportunidades para aumentar suas vendas.

Baixe a planilha modelo aqui.

6. Pagamentos e Recebimentos

Esta talvez seja a planilha mais importante e te ajudará a observar como será a situação da sua fábrica nos próximos meses ou ano. Com as informações dessa planilha é possível avaliar em qual mês a empresa terá um “fôlego” e mais dinheiro no caixa ou identificar os “apertos” que deverão receber uma atenção diferenciada.

O objetivo é ter completa noção de quanto dinheiro vai entrar e sair, sejam de despesas variáveis ou fixas. Os recebimentos devem ser separados de acordo com a data da entrada, por isso os pagamentos feitos com cartões de créditos devem ser contabilizados quando a empresa receber e não quando a compra for feita.

Clique aqui para baixar a planilha modelo.

Você começar utilizando apenas uma ou mais, mas independente de quantas e quais planilhas você utilize a partir de agora, o mais importante é manter a disciplina de atualizar pelo menos uma vez por semana.

As planilhas tiveram essencialmente a fonte de um artigo da Exame.

Bom proveito e sucesso em seu negócio!

Não jogue sua margem de lucro no lixo, aproveite melhor suas Placas de Borracha Microporosa

Principalmente para as pequenas Fábricas de Chinelos, o aproveitamento correto da matéria prima é fundamental tanto para obter melhores resultados na sua fabricação como no faturamento. Tendo em mente que a borracha é o principal material necessário para
iniciar o seu trabalho, o desperdício da mesma chega a ser algo motivacional na busca de diminuir tal prejuízo.

Para mostrar melhores resultados, uma dica é que na hora de comprar a borracha microporosa o consumidor escolha uma placa grande, assim o desperdício diminui.

Placa Microporosa com nova estampa de Diamantes

Placa de Borracha Microporosa

Não entendeu tal argumento? Veja bem, a placa de borracha microporosa menor (31cm X 23cm) tem seu tamanho padronizado e nunca se aproveitará totalmente. Afinal, ao usá-la pra formas menores, sobrará mais borracha e estas provavelmente não poderão ser reutilizadas. Já a borracha maior (1,50m x 0,95m) te dará possibilidades de reduzir as margens de um corte a outro, fabricando mais quantidades e reaproveitando melhor.

Como diminuir as margens? A melhor forma para atingir tal objetivo, é colocar um pé contra outro de forma a tentar encaixá-los, diminuindo assim o desperdício. Vale lembrar que sempre haverá pedaços inutilizáveis para fabricação dos chinelos, mas que podem ser reutilizáveis.

Vamos falar de dinheiro: Se com uma placa você costuma fazer em média 23 pares a custo de R$ 2,00 cada, ao utilizar a mesma placa para 30 pares você aumentará sua lucratividade em R$ 0,60 por par, ou seja, algo próximo de 25% a mais de lucro.

Vale ressaltar que a Borracha Microporosa é direcionada para confecção de sandálias e chinelos, ideal para quem quer aplicar transfer ou trabalho de serigrafia. Mas as dicas acima não só estão direcionadas as placas de borracha microporosa como toda e qualquer borracha que tem como finalidade tais produtos.

Experimente esta alternativa, e tire lucro do que era normalmente desperdiçado.
Acesse aqui a página dos nossos produtos.